Sistema de aterramento e para-raios

Fenômenos naturais como os raios podem matar pessoas, causar incêndios e danificar aparelhos eletroeletrônicos, as descargas atmosféricas sempre foram um transtorno para a população. Por isso existem algumas medidas de segurança. No caso de para raios existe uma norma específica que é a NBR-5419 que especifica com maiores detalhes os sistemas SPDA (proteção de descargas contra descargas atmosféricas).

O Aterramento do Para-raios é uma técnica que permite dirigir o excesso de energia de um raio para um ponto de dissipação.É por meio deste que as correntes elétricas se dissiparão no solo evitando as consequências mais perigosas de uma grande descarga elétrica.

Uma das funções do para raio é neutralizar, pelo poder de atração das pontas, o crescimento do gradiente de potencial elétrico entre o solo e as nuvens, através do permanente escoamento de cargas elétricas do meio ambiente para a terra.

Além disso o aterramento oferece à descarga elétrica que for cair em suas proximidades um caminho preferencial, reduzindo os riscos de sua incidência sobre as estruturas.

O nível de proteção não está relacionado com a probabilidade de queda do raio na edificação, mas com a eficiência que o sistema tem de captar e conduzir o raio à terra.

É preferível não ter para-raios algum do que ter um para-raios mal instalado. Um para-raios corretamente instalado reduz significativamente os perigos e os riscos de danos, pois captará os raios que iriam cair nas proximidades de sua instalação.

Nas atuais construções o projetista da parte elétrica aproveita a parte estrutural do prédio para servir como meio de condução de corrente até a malha de aterramento principal do edifício e a interligação com as hastes que fazem o contato com o solo. Isto facilita as instalações e não se fazem mais o uso de cabos descida que antes ficavam expostos na fachada dos prédios.

Um SPDA (Sistema de proteção contra descargas atmosféricas) protege não apenas a edificação mas também as pessoas caso estejam dentro.

Em relação ao alcance da proteção de um SPDA (Sistema de proteção contra descargas elétricas) é importante lembrar que não existe proteção com esse sistema para grandes área pois a proteção de áreas descobertas torna-se economicamente inviável. De modo geral os para raios são dimensionados para proteger edificações de modo individual.Em instalações mais críticas costumam-se ter sistema independentes de aterramento

Em relação aos tipos existem basicamente dois: lançamento de cabos horizontais sobre a edificação, também conhecida como gaiola de Faraday e o segundo são as hastes.

É importante verificar também o tipo de solo que será feito o aterramento, em terrenos localizados em áreas litorâneas o processo pode se tornar mais simples por se tratarem de terrenos com nível de umidade maior diferente dos terrenos rochosos e secos que às vezes requer um tratamento com produto químico para melhorar a sua condutividade.

Os sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), popularmente conhecidos como para-raios, são equipamentos fundamentais para a segurança estrutural das edificações, atuando também indiretamente na proteção das pessoas. Por isso, averigue se a sua edificação possui o sistema de proteção.

Sistema de aterramento e para-raios

Deixe uma resposta

Rolar para o topo
× Como posso te ajudar?

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0